Archive for junho \17\UTC 2008

BOX – Criatividade na hora de Ensinar

junho 17, 2008

Três Dicas de Livros Didáticos de Matemática para o Ensino Fundamental:

Desafios e Enigmas – Uma forma descontraída de colocar à prova seu raciocínio

Desafios e enigmas, todos com as respostas comentadas.

Matemática com Alegria

Trabalha com a descoberta e a construção de conceitos importantes. Oferece uma proposta contextualizada, colocando os alunos em contato.

Matemática e Realidade

Mantém as características já conhecidas por professores e alunos de escolas de todo Brasil – rigor e precisão conceitual e grande.

Daniela Poiano

Anúncios

Matéria Gaveta – Gagueira

junho 17, 2008

Gagueira

 

 

A gagueira é um distúrbio da fluência da fala que limita a comunicação. Esse distúrbio é conseqüente de um desequilíbrio funcional, ou seja, há um desequilíbrio entre as funções dos hemisférios direito e esquerdo, nos quais o primeiro é predominantemente responsável pelo canto, e o segundo pela fala.

 

Geralmente surge na infância, entre dois e cinco anos de idade, podendo ser causada por traumas emocionais e fatores genéticos.

Mesmo sendo considerada um simples distúrbio e não uma doença, a gagueira ainda é alvo de muitos preconceitos, que inibem crianças e adultos de se exporem em público e praticarem a comunicação oral.


O tratamento é baseado em atividades voltadas para fala, exercícios respiratórios e articulatórios que reduzem o quadro minimizando a disfluência.

 

                                                                                       Daniela Poiano

Matéria Gaveta – Fotojornalismo

junho 17, 2008

Fotojornalismo

O fotojornalista não faz história, apenas a registra e a compartilha com seus semelhantes na tentativa de mostrar com os seus trabalhos o mundo real que cerca a todos

Profissão que surgiu com a fotografia jornalística, cujo reconhecimento como tal, deu-se ao longo da história. Para identificar o repórter fotográfico, há critérios técnicos, no que refere-se ao ato de fotografar e registrar os acontecimentos.

 

O fotojornalismo abrange muitos gêneros, entre eles as causas sociais, que foi incentivo e motivo para diversos fotógrafos.

 

O bom profissional da área sabe identificar as imagens que melhor irão informar e adaptar-se aos textos, ele deve conseguir passar ao leitor uma visão dos fatos e acontecimentos, cenas desoladoras, detalhes de rostos, violência urbana, acontecimentos sociais. Estes são alguns aspectos do dia-a-dia.

 

O profissional sabe que cada imagem traduz uma realidade parcial, não
traz tudo que a compõe. Mesmo um olhar triste ou alegre não dá
a dimensão de sua dor ou felicidade, apenas incita, o que é característico de uma imagem fotojornalistica.

 

Muitas vezes esse repórter sai da redação com a pauta pronta, porém, tem que manter o feeling e esperar o momento certo do “click”, os imprevistos dos acontecimentos pré determinados, muitas vezes geram mais informações que o fato principal. A atenção, a ação do desenrolar dos acontecimentos acompanhados de uma boa intuição e confiança no trabalho que desempenha, também serão os aliados na obtenção dos melhores momentos a serem fotografados.

 

 

 

                                                                                                                     Daniela Poiano

Matéria Gaveta- Drogas

junho 17, 2008

Drogas

Definição > Público-alvo > Motivos e Tratamento

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) qualquer substância química ou a mistura delas, que altere a função biológica e possivelmente a sua estrutura, à exceção daquelas necessárias para a manutenção da saúde, como água e oxigênio, é definido como droga.

 

Em geral, o público-alvo são adolescentes que têm excesso de confiança em si mesmos e que procuram aceitação de um determinado grupo, do qual fazem parte. Levados ao consumo dessas substâncias por inúmeros motivos, buscam a própria segurança, vivem “novas aventuras” experimentando por curiosidade e inconscientemente buscam uma fuga para crises, problemas ou dificuldades.   

Especialistas e pessoas que convivem ou já conviveram com usuários de drogas são unânimes em afirmar que o primeiro passo para a recuperação é conhecer e aceitar o fato e, a partir daí, procurar ajuda.

Os tratamentos para a recuperação são normalmente semelhantes para todas as drogas; abstinência, acompanhamento médico e psicológico. Força de vontade, apoio de familiares e amigos também são fundamentais para o sucesso do tratamento.
As clínicas especializadas que oferecem cuidados ao dependente incluem a terapia familiar como um dos aspectos mais importantes na obtenção de resultados, já que o que leva o indivíduo a tornar-se um dependente não é a droga em si, e sim o comportamento e a falta de limites.

 

                                                                                                            Daniela Poiano

Nota B2

junho 16, 2008

Professora boa noite! Como é feita a composição de sua nota na B2?

Fiz todos os exercícios, minha editoria de cultura entregou a materia para o jornal da professora Sue, e ainda assim minha nota foi 3,5.

A senhora poderia verificar?

Obrigada.

 

Silvia Regina Fachim – 702417-7

CJ5P13

Unip Marques

Matéria Gaveta – Jornada Fotográfica

junho 16, 2008

Jornada Fotográfica

Da Era Analógica para Era Digital


Os primórdios da fotografia está intimamente ligada ao desenvolvimento de duas disciplinas; a Ótica e a Química.

 

Algumas experiências, realizadas em vários lugares e distintos períodos da História, podem ser consideradas precursoras da invenção da foto.

No século V a.C, o filósofo Mo Ti observou que as sombras não se movem por si mesmas, somente se os objetos ou as luzes que as formam se moverem.

 

Cem anos depois, Aristóteles notou que a imagem do sol, durante um eclipse, podia ser projetada no chão quando passasse através de pequenos espaços entre as folhas das árvores.

 

Séculos depois, os árabes utilizaram a câmera obscura – um quarto escuro com pequeno orifício em uma parede por onde a luz atravessava, para formar uma imagem invertida na parede oposta, estudando fenômenos óticos.

 

Já Leonardo da Vinci, no século XV, com o mesmo tipo de câmera, a obscura, estabeleceu relações físicas entre as proporções da imagem formada e as propriedades da câmera.

Diante disto, torna-se explícito, portanto, a importância da fotografia e a tentativa de desenvolvê-la há séculos.

 

Através da constante busca de aperfeiçoamento, ela foi evoluindo com o decorrer dos anos, de acordo com o surgimento e progressão das câmeras.

 

Definiu-se então, a primeira categoria, a dos fotógrafos veteranos, mais conhecida como geração analógica.

 

Formada por profissionais que se dedicaram à velha forma de captação de imagens, a característica principal do grupo é a dificuldade de adaptação às novas tecnologias, que em muitos casos provocam uma aposentadoria precoce.

A segunda categoria acompanha a morte gradativa da fotografia analógica e o nascimento da digital.

A última e mais recente geração, é a digital, dominada pelo consumismo e cultivo do descartável e completamente leiga dos conhecimentos e domínios das técnicas analógicas.

                                                                                                     Daniela Poiano

Matéria Gaveta – Beber Problemático

junho 16, 2008

Beber Problemático e os Universitários

A ingestão de bebidas alcoólicas é comum entre universitários, principalmente quando um adolescente (grande parte dos calouros) conclui o ensino médio e ingressa no superior, passando por um período de transição, definido como uma fase crítica agravada ao uso do álcool e outras drogas.

O beber problemático associa-se a conseqüências negativas, desde simples comportamentos de riscos à mortes e acidentes fatais, que além de prejudicarem o próprio indivíduo ainda o faz com a sociedade como um todo.

Relacionados a esse “beber” estão influências sócio-ambientais; ambientes que facilitam o acesso a bebidas alcoólicas e consequentemente ao uso de drogas ilícitas, beber por imitação, incentivo ou modelagem de colegas, que tornam-se referência quanto ao consumo de álcool e, inconsciente, reforçador de seu próprio comportamento.

Além das expectativas positivas; alegria, prazer, bem-estar, confiança, desinibição social, aumento e/ou ativação do desejo sexual, redução de tensão, fuga de emoções negativas e medos inconscientes, sociabilidade, efeitos positivos no humor e na auto-avaliação, entre outros.

Todas as expectativas geradas por estas sensações, geralmente incorretas, são influentes e determinantes no início e na manutenção do uso de álcool e nos comportamentos refletidos por este consumo.

 

Torna-se explícito, portanto, um sério problema social que precisa ser solucionado ou amenizado para que haja a conscientização ao invés do ignorar as consequências negativas a longo prazo.
 

                                                                                                         Daniela Poiano

Thierry Henry o jogador versátil

junho 16, 2008
 

CAMPEÃO MUNDIAL EM NOVENTA E OITO, CAMPEÃO DA EUROCOPA EM DOIS MIL. ESSES SÃO APENAS ALGUNS TÍTULOS DO VASTO CURRÍCULO DO FRANCÊS THIERRY HENRY.

DESDE NOVENTA E SETE, ANO EM QUE FOI CONVOCADO PELA PRIMEIRA VEZ PARA A SELEÇÃO FRANCESA, HENRY SOMA QUARENTA E QUATRO GOLS EM NOVENTA E OITO JOGOS É O JOGADOR COM MAIOR NÚMERO DE GOLS EM TODA HISTÓRIA DO FUTEBOL FRANCÊS.

ATUALMENTE DEFENDE AS CORES DO BARCELONA DA ESPANHA, MAS FOI NO ARSENAL SEU ÚLTIMO CLUBE, QUE O FRANCÊS FEZ O NOME NO FUTEBOL MUNDIAL. LÁ FORAM TREZENTOS E SESSENTA E QUATRO PARTIDAS, SENDO DUZENTOS E VINTE E SEIS GOLS. UM APROVEITAMENTO IMPRESSIONANTE.

COM O STATUS DE TER SIDO CONSIDERADO DUAS VEZES O SEGUNDO MELHOR JOGADOR DO MUNDO PELA FIFA, HENRY É PEÇA CHAVE PARA A SELEÇÃO FRANCESA NESSA EUROCOPA.

 

Por : Anderson Menatto

 

Lucatoni esperança Italiana.

junho 16, 2008

LUCA TONI, ATUALMENTE DEFENDE AS CORES DO BAYERN DE MUNIQUE. CENTRO-AVANTE NATO, ELE SEMPRE ESTÁ NO LUGAR CERTO PARA MANDAR A BOLA PRO GOL. O OPORTUNISMO É UMA DE SUAS PRINCIPAIS VIRTUDES. OUTRA VIRTUDE, É O CABECEIO. DIFICILMENTE DESPERDIÇA QUANDO O ASSUNTO É BOLA AÉREA. NA SELEÇÃO ITALIANA MARCOU QUINZE GOLS EM TRINTA E TRÊS PARTIDAS. EXCELENTE APROVEITAMENTO. FOI PEÇA CHAVE NA CONQUISTA ITALIANA DA COPA DO MUNDO DE DOIS MIL E SEIS. AGORA, ESPERA AJUDAR A SQUADRA ZURRA A LEVANTAR PELA SEGUNDA VEZ A EUROCOPA. TÍTULO QUE NÃO VÊM DESDE MIL NOVECENTOS E SESSENTA E OITO….

 

 

Por: Anderson Menatto

Matéria Gaveta – Pílula

junho 16, 2008

Pílula do Dia Seguinte

 Funciona em até 95% dos casos. O indicado é tomar o primeiro comprimido até 72 horas após a relação sexual, e o segundo, doze horas depois do primeiro.

Composta por dois comprimidos, a Pílula do Dia Seguinte é uma contracepção que começou a ser comercializada no Brasil em 1999. Ela pode evitar a gravidez, porém não substitui nenhum anticoncepcional como a pílula tradicional e a camisinha.
O uso é para emergência e deve ser comprada apenas perante receita médica.

A recomendação do uso é de, no máximo, uma vez no prazo de trinta dias, já que os prejuízos do exagero podem acarretar gravidez indesejada, trombose, embolia pulmonar, náuseas, vômito, dor mamária, entre outros.

Todas complicações geradas são, também conseqüentes, da quantidade de hormônios da pílula do dia seguinte em relação a tradicional; dez vezes mais.

Ela causa entre outros reações, esfoliação do útero, dificultando a fixação de um eventual óvulo fecundado.

O uso da contracepção de emergência favorece ou no mínimo estimula a prática do sexo inseguro, por ser um método seguro e na concepção de alguns uma garantia. Por esse motivo é que muitas mulheres, em plena era da informação, continuam engravidando.

 

Os “jovens urbanizados” conhecem os métodos, mas negligenciam o uso!

 

                                                                                                                    Daniela Poiano