Um dia, uma reflexão e uma atitude para várias mudanças

by

Participe!

Índio, mulher, árvore, livro…Todos ele têm “um dia”, dos 365 que tem o ano.

A água, é claro, não podia deixar de ter o seu e, por isso, o dia 22 de março foi reservado a ela.

Mas, para que servem esses dias?

Bom, normalmente tem-se algum fato, conquista ou até mesmo um fim heróico envolvendo o celebrado, porém o que há de mais incomum nessas datas é alguém remeter-se a essas histórias.

No caso da água, o dia 22 de março foi adotado numa resolução da Assembléia Geral das Nações Unidas, sob recomendações da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento.

Felizmente (ou infelizmente) o fator histórico dessa comemoração, não carece, no momento, de ficar em primeiro plano. A questão da água, mundialmente falando, é cada vez mais preocupante. Num futuro não muito remoto, países estão sujeitos a entrar em guerra por esse recurso natural que só há pouco começou a ser entendido como um bem finito.

Por estarmos tão acostumados com isso, nem sequer percebemos o valor incomensurável que está embutido no ato de abrirmos uma torneira em nossa casa e dela sair a água potável que consumimos – e da qual somos completamente dependentes.

Um dia dedicado à água, vale pela oportunidade de frisar, mais uma vez, a importância da reflexão acerca da questão do uso responsável desse recurso. Pode parecer um “senso-comum”, mas naquelas frases como: “não lave o carro com mangueira”, “tome banhos de máximo 15 minutos”, “não deixe a torneira aberta ao escovar os dentes”, “varra, ao invés de lavar as calçadas”, que tanto são divulgas nesse dia, e podem fazer surtir atitudes positivas que colaborem com a destruição do uso irresponsável da nossa água.

Por Aline Fontes

Anúncios

Tags: , ,

2 Respostas to “Um dia, uma reflexão e uma atitude para várias mudanças”

  1. giselesantos Says:

    Não creio que aconteçam guerras, pois é um ‘produto’ perecível. E como comentei no post da Tati, infelizmente não existe uma divulgação em massa sobre esse problema, como acontece em muitas outras situações (prevenção da Aids, doção de sangue, etc).

  2. thiagobenevides Says:

    O uso responsável da água no âmbito doméstico é importante para a preservação dos nossos recursos hidrícos, mas também para garantir que não falte água em nossas residências ou nos reservatórios de água das hidrelétricas – pois somos inteiramente dependentes dela também nestes aspectos. Isso sem levarmos em conta nosso deficitário sistema de distribuição de água, que mais desperdiça do que distribui, devido aos inúmeros vazamentos existentes na tubulação.
    É importante ressaltar que o maior consumidor de água continua sendo a agricultura, que responde pelo consumo de (se eu não me engano) aproximadamente 70% da água potável, e que aliada ao consumo nas indústrias e a consequente poluição da água pode sim acabar com a água no planeta.

    O texto tá bem legal, só quis acrescentar isso. Também não acredito em uma guerra, mas com certeza a falta da água vai mudar a forma como os países se relacionam. O oriente médio já sofre com isso devido à falta de recursos hídricos, a China, que tem uma enorme bacia hidrográfica, sofre com a falta de água graças a poluição que assola o país.
    Acho que antes da água faltar com certeza haverá uma enorme crise energética, que irá mudar o mundo. Se pra melhor ou pra pior eu não sei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: